A Dieta Mediterrânea

A Dieta Mediterrânea tem sido cada vez mais aplaudida por profissionais de saúde. Longe de ser uma dieta da moda, trata-se de uma proposta alimentar sustentável que prioriza a saúde e a longevidade.

Vários estudos foram conduzidos após a observação de que em países do mediterrâneo são menores os casos de doenças como as cardiovasculares, a hipertensão, a obesidade, o diabetes. Seria a dieta o fator capaz de garantir saúde a esses povos? Os estudos acreditam que sim! As pessoas que ali vivem têm um elevado consumo de antioxidantes, fibras e gorduras de alta qualidade. Esses nutrientes, somados a outros hábitos saudáveis, ajudam a evitar o aparecimento das doenças crônico-degenerativas, além de atuar contra o envelhecimento precoce.

Assim, a dieta mediterrânea é indicada para quem está com o colesterol elevado, glicose alterada ou é diabético, pessoas com sobrepeso e obesidade. Indicada também para pessoas com sobrepeso e obesidade. Indicada também para prevenção de doenças cardiovasculares, infartos, hipertensão. Na parte de estética, a dieta mediterrânea pode evitar o acúmulo de gordura abdominal e o aparecimento da acne e da celulite.

A melhor noticia é que o cardápio é composto por alimentos deliciosos. São eles:

  • Oleaginosas: fontes de gorduras saudáveis, vitamina E, selênio. Nozes, castanhas, amêndoas fazem parte desse grupo;
  • Peixes de água gelada: fontes de ômega 3. Sardinha, atum, salmão são fontes do nutriente;
  • Folhas verdes e hortaliças coloridas: brócolis, tomate, cenoura, agrião, couve e muitos outros. Alimentos de baixo valor calórico, fontes de fibras e antioxidantes;
  • Cereais integrais: arroz integral, trigo, aveia. Ajudam a promover saciedade por serem fontes de fibras. Alimentos ricos em proteína;
  • Azeite e outros óleos vegetais: fontes de ômega, especialmente o 9. Excelente fonte de gorduras amigas do coração, as monoinsaturadas, capazes de ajudar no controle do colesterol ruim, o colesterol LDL.
  • Frutas: fontes de fitoquímicos, fibras, vitaminas e minerais. Ajudam processo de antioxidação.
  • Vinho tinto: um cálice por dia é a proposta da dieta. Tendo em vista que a dieta pode ser seguida até por crianças, sugere-se o suco de uva integral, puro, tinto como substituto para que o consumo de álcool não seja banalizado. O resverastrol, pigmento que ajuda inclusive a elevar o colesterol HDL, colesterol bom.

Por conter uma elevada quantidade de gordura (gorduras saudáveis) a dieta precisa de planejamento e orientação profissional para pessoas que estão acima do peso e desejam a boa forma. Assim, não basta incluir esses alimentos no cardápio. É preciso noção de horários e quantidades. Também é importante que outros alimentos antioxidantes e ricos em nutrientes funcionais façam parte do hábito alimentar. A linhaça, a quinua, o amaranto, a chia são exemplos de alimentos que somados aos anteriormente citados ajudam na qualidade de vida.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para que busca uma alimentação saudável. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.

Por: Mariana Braga Neves - nutricionista em Belo Horizonte, BH - coordenadora da Rede Nutrício de Atendimento