A Dieta DASH

O que é a Dieta DASH? DASH é a abreviação de "Dietary Approaches to Stop Hypertension", que em tradução livre quer dizer  "abordagem dietética para deter a hipertensão arterial". A Dieta DASH surgiu devido a preocupação do governo dos EUA no alarmante número de casos de pressão alta no país. Diante disso um estudo, realizado em algumas universidades dos Estados Unidos, testou o efeito de uma dieta-padrão sobre a pressão arterial.

Estamos no Brasil, mas o problema aqui também preocupa. A hipertensão é fator de risco para o desenvolvimento de diversas doenças cardiovasculares graves e por isto é importante que medidas sejam tomadas para determos o problema.

Após as pesquisas realizadas, os cientistas do projeto evidenciaram que um plano alimentar com pouca gordura saturada, colesterol e outros tipos de gorduras e com um alto consumo de frutas, vegetais, leite e laticínios magros reflete positivamente na saúde de hipertensos, causando redução da pressão arterial. Para isso também é necessário o consumo diário de grãos integrais, peixe, nozes e a redução de carne vermelha, doces, açúcar de adição e refrigerantes.

Sendo assim o cardápio da dieta DASH contempla a preferência por alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados, como legumes, hortaliças, grãos e carnes, de preferência branca e magra, bastante verduras de folhas, associados com temperos naturais como limão, ervas, alho, cebola, salsa e cebolinha e azeite, em quantidade moderada. Sugere ainda a preferência por leite e produtos lácteos desnatados, leguminosas, como soja, feijões, ervilhas, oleaginosas, como castanhas, nozes e também as frutas secas, que são opções nutritivas para substituir os doces e alimentos açucarados.

Também deve-se ter um cuidado especial na ingestão de certos alimentos como o sal e todos os alimentos fontes, como embutidos (salame, salsicha), enlatados, refrigerantes e a maioria dos alimentos processados. Cuidado deve ser tomado também com o álcool, a gema de ovo, que deve constar no cardápio no máximo 3 vezes por semana, crustáceos e a manteiga, por serem fonte de colesterol e seu descontrole pode levar ao entupimento de vasos, e consequentemente leva ao aumento da pressão arterial.

Por esta composição a dieta DASH garante uma ingestão elevada de fibras, cálcio, potássio e magnésio, e é moderada em proteínas, o que, como tem sido demonstrado em vários estudos, provoca diminuições da pressão arterial sistólica e diastólica, melhorando inclusive a saúde do rim. Essa redução da pressão arterial também está relacionada com a ingestão de ácidos graxos ômega 3 presentes em especial nos peixes, mas também nas sementes de linhaça. Mas não é preciso esperar que o organismo fique debilitado para que os hábitos alimentares e o estilo de vida sejam modificados. Sendo assim, adotar este tipo de dieta é importante para já melhorar a qualidade de vida.

Texto: Cristhiane Forreaux - Nutricionista