Colágeno e os Benefícios para a Osteartrite de Joelho

Saiba como o colágeno pode ser um aliado em caso de doenças que afetem as articulações do joelho

Por Dra. Andrea Dario Frias

Colágeno e a artriteA osteoartrite, doença articular degenerativa, também conhecida em nosso meio como artrose ou osteoartrose, é uma doença reumática crônica, multifatorial, que acomete especialmente as articulações do joelho, quadril, coluna e mão.

A afecção é uma das causas mais freqüentes de dor do sistema músculo-esquelético e de incapacidade para o trabalho no Brasil e no mundo. Os sintomas chaves são dor, rigidez e travamento das articulações, que reduzem a mobilidade e comprometem a qualidade de vida das pessoas.

.De acordo com o IBGE, até 2030 o Brasil terá 53 milhões de pessoas com mais de 55 anos e esses números se relacionam com um aumento proporcional no número de problemas articulares. O avanço da obesidade também contribui para elevar esses casos. Atualmente, 54% da população brasileira apresenta sobrepeso, o que eleva o risco de desgastes nas articulações.

Evidências científicas mostram que o colágeno hidrolisado contém peptídeos capazes de estimular o crescimento de novas células de cartilagem nas articulações, beneficiando quem sofre com os efeitos do envelhecimento e do estresse mecânico sobre essas áreas, como atletas e pessoas obesas.

Os peptídeos de colágeno são obtidos da hidrólise enzimática do colágeno nativo derivado de tecidos conectivos animais, com um alto teor dos aminoácidos hidroxiprolina, glicina e prolina. As pesquisas mostram que o consumo desses peptídeos é seguro (1) e apresenta alta biodisponibilidade (2).

Estudos que avaliaram o consumo diário de colágeno hidrolisado mostraram que essa proteína pode restituir a mobilidade das articulações, melhorando, assim, a qualidade de vida. Os pacientes reportam uma redução significativa da dor depois de terem ingerido em média 10g de colágeno hidrolisado ao dia, e em algumas dessas pesquisas, o uso de analgésicos e outros anti-inflamatórios pôde ser evitado(3-5).

Um dos estudos mais recentes nessa área, avaliou 100 mulheres com idade entre 40 e 70 anos com dor ou desconforto na articulação do joelho e diagnóstico de osteoartrite (6).

O estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo (maltodextrina) avaliou o consumo diário de 8g de peptídeos de colágeno de origem bovina durante 6 meses. Todas as pacientes foram avaliadas no início, no terceiro e sexto mês de estudo.

A administração de 8g de colágeno foi eficiente em reduzir a dor articular, a rigidez e melhorar a função da articulação em comparação com o placebo, com um efeito significativo observado em apenas 3 meses de tratamento, sem qualquer efeito colateral. Os pesquisadores concluíram que os peptídeos de colágeno são uma alternativa valiosa no tratamento da osteoartrite.

Referências Bibliográficas
(1) Evaluation of the health aspects of gelatine as a food ingredient. Federation of American Societies for Experimental Biology, U.S. Department of Commerce, National Technical Information Service. PB-254 527; 1975.
(2) Ichikawa S et al. Hydroxyproline-containing dipeptides and tripeptides quantified at high concentration in human blood after oral administration of gelatin hydrolysate. Int J Food Sci Nutr. v. 61, n.1, p.52-60, 2010.
(3) Clark KL et al. 24-Week study on the use of collagen hydrolysate as a dietary supplement in athletes with activity-related joint pain. Curr Med Res Opin. v. 24, n.5, p.1485-96, 2008.
(4) Benito-Ruiz P. A randomized controlled trial on the efficacy and safety of a food ingredient, collagen hydrolysate, for improving joint comfort. Int J Food Sci Nutr. v.60, n.2, p.99-113, 2009.
(5) Trc T & Bohmová J. Efficacy and tolerance of enzymatic hydrolysed collagen (EHC) vs. glucosamine sulpha­te (GS) in the treatment ofknee osteoarthritis (KOA). Int Orthop. v.35, n.3, p.341-8, 2011.
(6) Jiang J-X, et al. Collagen peptides improve knee osteoarthritis in elderly women -
A 6-month randomized, double-blind, placebo-controlled study. Agro Food Industry Hi Tech, v. 25, p19-23, 2014.