Alimentação e o Câncer

1. Como a alimentação pode ser utilizada para prevenção do câncer e quais os nutrientes mais eficazes na cura da doença?

Gerusa*: Alguns alimentos são ótimos aliados na conquista de uma vida mais saudável, pois possuem componentes capazes de prevenir doenças, amenizam sintomas ou afetam de modo benéfico funções orgânicas, além de suas características nutricionais. Estes alimentos são conhecidos como Alimentos Funcionais. De maneira geral, os Alimentos Funcionais são vistos como promotores da saúde e podem estar associados à diminuição de riscos de algumas doenças. São inúmeros os alimentos considerados funcionais, entre eles destacam-se:
Alho e Cebola: Têm alicina, um estimulante do sistema imunológico, redutora de colesterol e triglicerídeos, além de combater os radicais livres, que são cancerígenos e hipertensivos.
Brócolis, couve, couve flor, couve de Bruxelas, repolho e rabante: São ricos em glicosinolatos, agindo na prevenção e tratamento do câncer de mama.
Chá verde: É rico em polifenóis, que previnem o câncer e doenças do coração.
Frutas cítricas: Possuem limonóides, que atuam na prevenção e controle do câncer e na estimulação do sistema imunológico.
Linhaça: Contém lignana, que modula o sistema imunológico, reduz o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares. Além de auxiliar no funcionamento intestinal.
Soja: Possui a isoflavona, que atua na prevenção e controle dos sintomas da menopausa, osteoporose e câncer de mama e útero.
Tomate, goiaba, melancia: Contêm um pigmento chamado licopeno, que age na prevenção e controle do câncer de próstata, no combate aos radicais livres e na estimulação do sistema imunológico.
Açai: Possui antocianina, antioxidante, que ajuda na melhora da circulação sanguínea, afasta a ameaça do câncer além de reduzir os efeitos do Mal de Alzheimer.
Alimentos integrais: São ricos em fibras que ajudam no funcionamento do intestino, prevenindo assim o câncer de cólon e as hemorróidas. Estes alimentos são úteis no controle da obesidade já que proporcionam maior saciedade.
Hortaliças: Contém luteína e zeaxantina. Previnem o câncer de pulmão.
Azeite extra virgem: Contém gorduras monoinsaturadas, ômega 9 (W9) e antioxidantes. Previne o câncer de intestino e auxiliam na redução do colesterol LDL.
Suco de uva: Possuem flavonóides e resveratrol (também encontrado no vinho tinto) que são substâncias anticancerígenas, anticoagulante e ajudam também no controle do colesterol prevenindo assim doenças futuras no coração.
Peixes: São ricos em ácidos graxos essenciais, ômega-3 (W3), que reduzem o mau colesterol (LDL) e aumentam o bom colesterol (HDL), prevenindo as doenças cardiovasculares. São exemplos: salmão, sardinha, arenque, cavala.

2. Quais os benefícios que uma alimentação correta pode trazer ao paciente?

Gerusa: Cada vez mais a nutrição tem sido alvo de preocupação de profissionais de diferentes áreas, isso porque um suporte nutricional adequado está diretamente relacionado á melhores resultados terapêuticos. Mas quando o assunto é câncer, existem algumas controvérsias. Alguns estudos discutem o fato da nutrição poder estimular o crescimento tumoral. Porém, acredito que alimentar-se de forma adequada e equilibrada em todas as fases do tratamento, permite que o organismo se sinta mais fortalecido, melhora a imunidade, mantém o peso ideal, além de permitir uma maior tolerância aos tratamentos e aos possíveis efeitos colaterais. Quando o paciente tem orientação nutricional, ele tem menos infecções, fica menos tempo internado, tem melhor qualidade de vida, melhor disposição, menos sintomas como náuseas, vômitos, diarréia, constipações intestinais, causados pelo tratamento.

3. Existem alguns alimentos que podem curar ou colaborar para a cura de tipos de câncer?

Gerusa: A boa nutrição não pode ser considerada como alternativa principal para o tratamento curativo do câncer. A nutrição é uma alternativa auxiliar, complementar no tratamento do paciente oncológico. Ou seja, ela não tem o poder de curar o câncer, e sim efeito de potencializar os resultados terapêuticos. No que se diz respeito à prevenção, podemos sim, levar em consideração hábitos alimentares saudáveis, incluindo na nossa alimentação os Alimentos Funcionais.

Continuação da entrevista Alimentação e o Câncer »