Todo Corredor Precisa de Antioxidantes!

Há bastante tempo a atividade física e uma dieta balanceada são descritas como ingredientes primordiais na busca pela longevidade e melhora da qualidade de vida. Hoje em dia muitas pessoas escolhem para se exercitar a corrida; a praticam em avenidas, praças ou outros locais específicos para este fim e muitas vezes com a orientação de várias empresas especializadas e profissionais que estão se dedicando em assessorar estes atletas/desportistas.

Sabemos dos benefícios que a prática regular da atividade física proporciona, mas é importante relatar que durante o exercício temos um aumento do consumo de oxigênio, tanto em sua captação pelo organismo quanto na sua utilização pelos músculos, o que gera um aumento de substâncias que atuam como radicais livres. Nosso organismo se adapta a esta produção de radicais, mas pode haver um desequilíbrio entre esta liberação e a capacidade em inativar estes compostos, e é o que chamamos de estresse oxidativo.

Os estudos atualmente mostram a relação entre o estresse oxidativo e muitas doenças de ampla ocorrência, como câncer, doenças inflamatórias, algumas doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson e também com o tão temido envelhecimento.

Para os corredores, o estresse oxidativo pode além de tudo isso aumentar o risco de lesões, dificultar a melhora da perfomance e diminuir a imunidade, aumentando a sucetibilidade à resfriados e outras infecções.

O organismo desenvolve alguns mecanismos de proteção contra os radicais livres e vários nutrientes presentes nos alimentos participam destes processos, os quais são caracterizados com propriedade antioxidante.

Sendo assim a empolgação de treinos diários de corrida, a participação em provas e a busca por resultados cada vez melhores dos corredores, precisam estar acompanhados de uma preocupação em incluir estes elementos na dieta.

A seguir vamos falar um pouquinho sobre alguns Alimentos fontes de antioxidantes e algumas dicas para incluí-los no dia a dia do corredor »