Saiba Mais Sobre a Osteoporose

A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea e deterioração da estrutura do tecido ósseo, ou seja, é uma doença que enfraquece os ossos e é responsável por problemas posturais e aumento do risco de fraturas.

Para evitar a osteoporose é fundamental incluir alimentos fontes de cálcio de três a quatro vezes ao dia. Os alimentos fontes de cálcio são os leites, queijos brancos, iogurtes, requeijão, ou seja, todos os derivados do leite. O cálcio está presente também nos flocos de cereais, feijão branco miúdo, aveia, couve manteiga, orégano, brócolis. Além do consumo destes alimentos deve-se evitar sal, açúcar, cafeína e gorduras e também o uso do cigarro. A prevenção é uma arma poderosa no combate à osteoporose e pode começar com exames simples e rápidos.

Há muitos fatores de risco que podem indicar que a pessoa estará mais sujeita à osteoporose e, nestes casos, a prevençãotorna-se uma necessidade. Dentre os principais fatores de risco, além da hereditariedade, estão:

Diminuição de Hormônios

Quando a produção de hormômios diminui, inicia-se também a perda de massa óssea. Portanto, quanto mais cedo ocorrer a menopausa, maior o risco de osteoporose;

Raça e Estrutura Corporal

Mulheres com estrutura óssea delicada, delgada e pele clara (em especial louras, ruivas ou orientais) correm maior risco de apresentar essa doença;

Sedentarismo

Outro grupo de risco considerável é aquele formado por mulheres com pouca ou nenhuma atividade física regular, tal como caminhar ou praticar exercícios;

Doenças Crônicas

Algumas doenças crônicas (reumatismo, inflamação nas articulações, disfunção da tireóide e dos rins etc.) contribuem para que ocorra uma maior perda óssea;

Nutrição Inadequada

O consumo insuficiente de alimentos ricos em cálcio desde a infância até a idade adulta compromete a renovação da massa óssea;

Fumo, álcool e Café

Quando em excesso tornam-se fatores de risco;

Uso Contínuo de Algumas Medicações

Utilizar medicamentos sem acompanhamento médico pode trazer sérios problemas saúde. No caso da osteoporose tal atitude aumenta o risco de perda de massa óssea, principalmente se tais medicações incluírem hormônios da tireóide, diuréticos, anticoagulantes, corticosteróides, etc.

DICAS NUTRICIONAIS

  • Use uma colher de sopa de gergelim torrado duas vezes ao dia em sua refeição e saladas;
  • Não beba café ou chá junto com as refeições que contenham alimentos ricos em cálcio;
  • Evite o consumo de bebidas tais como o café, álcool, refrigerante, chás, chimarrão em excesso, pois elas podem diminuir a absorção do mineral;
  • Para lanches, use iogurte puro, misturado com frutas ou batidas de leite com frutas;
  • Salpique queijo branco ralado em massas e saladas ou coloque fatias de queijo magro no pão e torradas;
  • Inclua leite com aveia no café da manhã ou em um lanche, fazendo mingau;
  • Prefiras bolachas, pães e biscoitos de leite;
  • Pratique exercícios regularmente, principalmente aeróbicos e musculação orientada. A concentração muscular provoca uma tensão nos ossos estimulando os osteoblastos a absorverem mais cálcio;
  • Tome sol diariamente, no mínimo 15 minutos, antes das 10 h da manhã ou após às 16h, para que ocorra a síntese de vitamina D e ela cumpra seu papel de absorver cálcio nos ossos;
  • Nunca tome suplemento de cálcio sem a orientação de médico ou nutricionista. Somente eles podem avaliar a quantidade a ser reposta;
  • Se você tem intolerância ao leite (lactose), procure leite sem lactose, leite de soja com cálcio, iogurte e queijos duros (são pobres em lactose). Use mais alimentos ricos em cálcio não lácteos (peixe, aveia, brócolis, couve) e procure uma nutricionista para ajudá-lo em sua dieta.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para diabéticos e hipertensos. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.