Alimentação Infantil: a Importância Para a Criança - Parte 2

Comer Brincando: Alimentação e Nutrição Infantil

Para tornar esta etapa mais leve, a mãe e nutricionista Laura Rangel* e a mãe e jornalista Sandra Teixeira idealizaram a Comer Brincando - Alimentação e Nutrição Infantil. A empresa, com sede em Belo Horizonte/MG, fornece refeições completas e papinhas, adequadas a todas às fases alimentares do bebê, orienta os pais, acompanha a escola (professores e funcionários) nesse processo e ainda interage com a criança para criar hábitos saudáveis, fomentando a educação nutricional.

Os cardápios são elaborados primando por uma alimentação saudável e variada, própria para a faixa etária da criança. A preparação é feita por uma equipe treinada e especializada em alimentação infantil, supervisionada por nutricionista, com criterioso controle de gordura e sal, e a montagem dos pratos é feita de forma a garantir a porção ideal de cada tipo de alimento.

A Comer Brincando ajuda a família a manter um plano alimentar equilibrado. Afinal, além de satisfazer as necessidades de nutrientes das crianças desde a idade pré-escolar, ele serve também para criar e manter bons hábitos para o resto da vida. É primordial que as refeições sejam completas, possibilitando o perfeito desenvolvimento da criança e prevenindo possíveis patologias correlacionadas com maus hábitos alimentares.

As refeições (almoço e jantar) para consumo imediato são fornecidas para escolas. Já para a maior conveniência dos pais, que queiram ter sempre às mãos uma refeição saudável para oferecer ao seu filho, a empresa tem também a opção das papinhas e sopinhas congeladas, preparadas sem conservantes, nutricionalmente equilibradas e adequadas a cada fase alimentar da criança.


* Laura possui vasta experiência em alimentação escolar. Foi agraciada com o “Prêmio Gestão em Alimentação Escolar”, pela Associação Brasileira de Municípios. Atuou como consultora em diversos estados brasileiros e internacionalmente, e é colaboradora do livro “Nutrição no Projeto Educando com a Horta Escolar”.

Voltar para a primeira parte da matéria sobre Alimentação Infantil »