Alimentação e a Gripe Suína

Prevenção da Gripe Suína: cuidados gerais e nutrientes fundamentais

Perante a um cenário de pandemia de gripe, especificamente a causada pelo Vírus Influenza A, chamado de H1N1, e mais conhecida como Gripe Suína, as autoridades governamentais e os profissionais de saúde, têm se preocupado em levar a população recomendações sobre os cuidados que as pessoas devem ter para a prevenção da gripe. Estes cuidados são basiamente:

  • Lavar as mãos e braços com freqüência. Passar álcool em gel, em pequena quantidade, nas mãos e braços, sem exagero;
  • Uso de máscara para casos suspeitos e em locais com hospitais e clínicas. Tenha sempre uma com você;
  • Ao andar de ônibus, mantenha os vidros bem abertos. Se sentir necessidade, coloque a máscara;
  • Manter distância de pelo menos 1 metro de pessoas com gripe;
  • Evitar locais fechados com ar-condicionado;
  • Manter os ambientes abertos e arejados;
  • Evitar aglomerações;
  • Não compartilhar copos e talheres;
  • Conhecer os sintomas (dor de cabeça, febre, dor de garganta) e estar atento a qualquer sinal;
  • Não fazer automedicação em hipótese alguma. Sempre buscar orientação médica.

Na verdade, todos estes cuidados são medidas de saúde pública que devem ser tomadas sempres. Fortalecer as defesas orgânicas é uma forma de prevenção. Pessoas imunologicamente debilitadas têm mais dificuldade na recuperação e podem ter consequências como pneumonia. Neste processo, uma boa nutrição e bons hábitos de vida como cuidados com o sono, prática de atividade física orientada e diminuição do estresse têm papel importante.

Embora não haja nenhum alimento que isoladamente possa deter a gripe ou prevenir isoladamente doenças causadas pela baixa imunidade, uma combinação de nutrientes pode auxiliar na prevenção, por fortalecer o organismo. Portanto, deve ser prática diária uma alimentação saudável: alimentação balanceada e rica em frutas, legumes e verduras, essencial para ajudar o sistema de defesas do corpo a combater doenças.

A alimentação que fortalece nossas defesas

Seja para prevenir a gripe ou para garantir um sistema imune eficaz, fundamental para a integridade da saúde, alguns alimentos são capazes de melhor as nossas defesas. Com medidas simples é possível fazer um cardápio poderosos e rico em nutrientes que fortalecem nosso sistema imune. Siga estas dicas:

  • Aumente o consumo de alimentos fontes de vitamina C: laranja, abacaxi, limão, caju, acerola, morango, kiwi, tomate, vegetais folhosos crus. Para evitar perdas, os alimentos devem ser na forma crua e consumidos imediatamente após o preparo. Além de ser um poderoso antioxidante, este nutriente fortalece nossas células de defesa;
  • Não deixe faltar o ácido fólico, nutriente essencial na formação dos leucócitos, e que pode ser encontrado em leguminosas como feijões, lentilha, além de alimentos como fígado, brócolis, espinafre, couve;
  • Consuma Vitamina A: encontrada na cenoura, abóbora, fígado, damasco, papaia, manga, brócolis, couve, espinafre, esta vitamina estimula a produção das células de defesa e age na integridade das nossas mucosas, as primeiras linhas de defesa do nosso organismo;
  • Inclua fontes de Vitamina E na sua alimentação: alimentos como gérmen de trigo, as amêndoas, nozes, castanha do Pará, vegetais folhosos verde escuro, os óleos, a gema de ovo são ótimas fontes de vitamina E;
  • Consuma selênio: os alimentos marinhos, castanha do Pará, carne e aves, são fontes de selênio. Além de ótimo antioxidante, o selênio auxilia nas defestas de nosso organismo;
  • Fique atento ao seu consumo de zinco: este nutriente também é importante na recuperação de situações de estresse que podem abater nossas defesas. São encontrados em alimentos como ostras, peixes, carnes, cereais integrais, feijões, nozes;
  • Inclua os alimentos probióticos em sua alimentação: São microorganismos vivos que quando ingeridos em determinadas quantidades, atuam sobre a microbiota intestinal benéfica, fortalecendo nosso sistema imunológico, os encontrados em leites fermentados, alguns iogurtes ou podem ser manipulados;
  • Evite o consumo de açúcar branco: presente em doces, refrigerantes, bolos, tortas. O açúcar de mesa não deve ser usado em excesso. O idal é regrar a quantidade, preferir carboidratos integrais e aproveitar o sabor natural dos alimentos;
  • Fuja dos xenobióticos: estes compostos são substâncias químicas que estão presentes em pesticidas, inseticidas, defensivos agrícolas, corantes e conservantes. Para que o nosso organismo consiga ficar livre destas substâncias, há um grande esforço de nossas enzimas e do fígado, processo que produz radicais livres. Em excesso, estas substâncias são capazes de comprometer nossas defesas;
  • Evite o consumo de embutidos, defumados, conservas: além de ricos em sódio, contra-indicados para hipertensos, este alimentos produzem reações que podem prejudicar as defesas orgânicas.

Ter um organismo saudável e fortalecer as defesas orgânicas é a melhor forma de prevenção e garantia de bem-estar.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para auxílio do tratamento da gripe suína. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.

Texto: Mariana Braga Neves (nutricionista) & Natália Lúcia da Silva (nutricionista)