Alimentação e Luta

Uma boa alimentação é fundamental aos praticantes de luta sendo a nutrição uma das responsáveis pelo melhor desempenho do lutador, alem de auxiliar na sua recuperação tanto fisiológica quanto muscular e facilitar a melhoria da composição corporal.

Os lutadores, em geral, se preocupam muito com o peso, porque é ele que muitas vezes determina qual categoria será escolhida para competições. Dessa forma atletas de lutas também precisam controlar o peso corporal mas é fundamental que esse cuidado seja feito com um planejamento alimentar.

É comum vermos lutadores fazendo jejum nas semanas que antecedem competições. O prejuízo de tal ato é grande: cansaço, nervosismo, risco de hipoglicemia.

O ideal é que a composição corporal desses atletas tenha o mínimo de gordura saudável e o máximo de massa magra, porque assim terá força para o ataque nas competições. Mas como conseguir essa composição favorável? Tendo uma alimentação balanceada com todos os nutrientes e com um aporte energético compatível  com o treino e características individuais.

O plano alimentar deve ser seguido corretamente pelo atleta, com refeições bem distribuídas, não ficando longos intervalos sem comer. Deve ter um lanche  sempre antes de cada treino garantindo energia para a luta e evitando a queima magra. Esse lanche pode ser feito uma hora antes do esporte e como os treinos são longos devem ter em sua composição, alimentos fontes de carboidratos. A preferência é pelos  de baixo índice glicemico (IG) para que a energia seja liberada de forma gradual. Proteínas, fibras e gorduras devem estar em quantidades pequenas.

Após o treino é importante repor todos os nutrientes gastos e uma atenção especial deve ser dada à hidratação. A refeição pós treino ajuda na recuperação do glicogênio muscular e ganho magro. Assim uma alimentação com boas fontes de proteínas associadas a carboidratos de elevado IG é fundamental após o treino ou suplementação de acordo com as recomendações do profissional em nutrição.

O praticante de luta deve ter uma boa hidratação e garantir a  ingestão de alimentos antioxidantes, tais como vitamina C, Vitamina E, betacaroteno, licopeno e selênio. No cardápio não podem faltar alimentos como laranja, melancia, goiaba, verduras frescas, Omega 3 e 6, nozes e castanhas.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para quem pratica a atividade de luta, nas sua diversas modalidades. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.

Por Jaqueline Assis - graduanda em nutrição